segunda-feira, 15 de junho de 2015

A 15 de Junho de - A primeira edição do Prémio Literário José Luís Peixoto distingue ex-aequo, na modalidade de conto, os escritores Ângelo Tibério de Carvalho e Gennifer Bandeira.



A primeira edição do Prémio Literário José Luis Peixoto distinguiu "ex-aequo", na modalidade de Conto, os jovens escritores Ângelo Tibério de Carvalho ("Duas Vozes") e Gennifer Bandeira ("A Simpleza das Coisas").
À primeira edição do Prémio Literário José Luís Peixoto, lançado pela Câmara Municipal de Ponte de Sor, concorreram 70 trabalhos.
Os contos vencedores na categoria de concorrentes naturais ou residentes em Portugal e nos países de língua oficial portuguesa foram Ângelo Tibério de Carvalho e Gennifer Bandeira.
Na categoria de concorrentes de Ponte de Sor, o primeiro prémio foi para Liliana Moita, com "Reflexos no Espelho".
O escritor José Luís Peixoto, natural de Galveias, no concelho de Ponte de Sor, declarou ter ficado "surpreendido com a qualidade dos textos" apresentados a concurso.
Para além do autor de "Morreste-me" e "Cemitério de Pianos", fazia parte do júri o critico literário José Mário Silva e o vereador do município Luís Laranjeira.
O Prémio Literário José Luís Peixoto distingue trabalhos inéditos na modalidade de conto, nos anos pares, e de poesia, nos ímpares, destinando-se a cidadãos naturais ou residentes em Portugal e nos países de língua oficial portuguesa, e a naturais ou residentes no concelho de Ponte de Sor, com idades até 25 anos.
A autarquia vai editar ainda este ano os textos distinguidos e entregar prémios pecuniários, no valor de mil euros, no próximo Outono.