quinta-feira, 18 de junho de 2015

A 18 de Junho de 1939 -- O minuto 75 da segunda mão da Taça de Portugal 1938/39, a primeira da história, no Campo das Amoreiras, em Lisboa, marca o início da rivalidade do FC Porto e do Benfica. Os dirigentes do clube portista mandam a equipa sair de campo, em protesto pelo que consideram favorecimento do árbitro setubalense António Palhinhas ao clube encarnado. O resultado estava em 6-0 para o Benfica.



Depois de ter perdido, a primeira mão da meia-final da Taça de Portugal, no estádio do Lima (Porto) por 6-1, o Benfica recupera em Lisboa ao vencer o FC Porto por 6-0. Um facto cómico foi o abandono dos azuis e brancos a 15 minutos do final da partida, alegando o constante lançamento de bombinhas de Santo António para a sua área. A Federação Portuguesa de Futebol não foi na conversa e a direcção do Benfica corta relações com o FC Porto.
É também nesta época que o Campeonato Nacional muda de nome, de 1ª Liga para 1ª Divisão. O Campeonato de Portugal desaparece e dá lugar à Taça de Portugal.