quinta-feira, 25 de junho de 2015

A 25 de Junho de 2009 – Morre Ruy Eugénio Pinto, pioneiro da Bioquímica em Portugal, 84 anos


Ruy Eugénio Pinto teve um papel de grande destaque no desenvolvimento da bioquímica em Portugal. Colaborador de Hans Krebs em Oxford nos anos cinquenta, autor de importantes descobertas sobre o processo enzimático da oxidação do glutationo em sistemas biológicos e do seu ciclo de oxidação-redução, criador e grande entusiasta da licenciatura em bioquímica na Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa, Ruy Pinto criou uma escola de investigação de excelência em bioquímica teórica (Ver resumos biográficos na Sociedade Portuguesa de Bioquímica e no Instituto Rocha Cabral).
À frente do Instituto Rocha Cabral, em cuja direcção se manteve activo e preocupado até aos últimos momentos, o Prof. Ruy Pinto tudo fez para manter viva a missão de apoio à investigação científica pretendida pelo seu fundador. Nos últimos anos, quando se mostrou difícil continuar a investigação experimental no Instituto, Ruy Pinto apoiou incondicional e crescentemente a criação de uma secção de História e Filosofia da Ciência, à qual se orgulhava de pertencer.
Mestre sem compromissos, amigo sem reservas, pessoa de fortes princípios e convicções, homem de todos os tempos e para todos os tempos, grande conversador, o Prof. Ruy Pinto deixou-nos tão pobres e sós, como antes nos enriquecera a vida e nos assegurava do caminho a seguir.