quarta-feira, 8 de julho de 2015

A 8 de Julho de 1974 - Nasceu Marta Plantier



Nasceu em Lisboa a 8 de Julho de 1974; com uma infância sempre muito ligada aos meios da música e do palco, filha de bailarina, neta de pianista, esta jovem intérprete cresceu já com a arte que lhe está na massa do sangue.
Iniciou dança clássica aos 5 anos de idade e continuou afincadamente até aos 13, idade em que frequenta o Conservatório Nacional de Lisboa.
Frequentou aulas de teatro e música na Academia dos Amadores de Música. Mais tarde frequenta a escola de jazz do "Hot Clube de Portugal".
Em Barcelona participa de um workshop de jazz com Milli Barnejo.
Em 1993 e 1994, na Casa de Mateus em Vila Real, está presente nos workshops com Norma Winstone.
Nesta mesma altura, faz dois anos de técnica vocal com Elsa Braga e, a partir daí, nunca mais parou...
Entre 1994 e 1995, na SIC, participa no conhecido programa "Chuva de Estrelas", onde canta o tema "Respect" de Aretha Franklin, que a leva à final no Coliseu dos Recreios, em Lisboa.
Alguns meses mais tarde, tambem na SIC, apresenta o programa musical "Top SIC".
Neste período forma o duo "White Sisters", com a sua amiga Patrícia Antunes, actual back vocal de Sananda Maitreya (Terence Trent D'Arby).
Em 1998, para a EXPO, entrou na peça "O Rapaz de Papel", em cena no Teatro da Trindade, em Lisboa, encenada por Juan Fontes dos "El Comediants" e musicada por Pedro Abrunhosa.
No ano de 2000, na "Casa do Artista" em Lisboa, participa como cantora na peça "Trainspotting", baseada no romance de Irwin Welsh.
No mesmo ano, assina contrato com a Emi Portugal e em 2001 lança o seu primeiro álbum de originais, intitulado "Marta Plantier".
A 29 de Setembro do ano de 2001 são-lhe atribuídos os prémios "Revelação do Ano" pelo jornal "Diário de Noticias" e pela "Casa da Imprensa".
A 24 de Outubro de 2002 recebe em Leiria outro prémio "Revelação", neste caso, como "Revelação Feminina do Ano" pela "Rádio Central FM".
Actualmente, encontra-se a trabalhar no seu novo álbum com temas próprios, um dos quais "Calçada diabólica", incluído na colectânea "Project" editada em Dezembro de 2002 para novos talentos da música portuguesa e actualmente à venda.
Marta Plantier brilha entre os demais da cena pop portuguesa pela sua empolgante técnica vocal e extrema sensibilidade que em palco lhe auferem uma presença suigeneris.
Do jazz, ao soul, hip-hop e blues, o seu estilo musical é dinâmico e energético.