terça-feira, 17 de novembro de 2015

A 17 de Novembro de 1917 - Nasceu Romeu Henrique Correia



Romeu Henrique Correia nasceu em Almada a 17 de Novembro de 1917 e morreu em Almada a 12 de Junho de 1996, foi um escritor e dramaturgo e desportista amador português. Romeu Correia era do PCP!
Foi escritor e dramaturgo autodidacta, colaborou em várias publicações, de que se destacam o Suplemento Cultural de O Comércio do Porto, Vértice e Sílex.
Recebeu, entre outros, o Prémio 25 de Abril atribuído pela Associação de Críticos Teatrais em 1984.
Exerceu a atividade profissional de bancário e esteve ligado ao associativismo operário.
Publicou estudos sobre o movimento associativo e sobre a história do desporto português.
Conjugando essas qualidades e as de escritor de ficção, aproximou-se do neorrealismo pela focagem dos problemas sociais e económicos da sua terra natal, enquanto condicionantes dos dramas pessoais das personagens, recriados com um realismo de inspiração popular que se impõe na verosimilhança da linguagem e na recriação dos meios proletário, pequeno-burguês e piscatório.
A estas características aliam-se, porém, técnicas dramáticas do teatro de vanguarda. Foi, nos últimos anos da sua vida, o dramaturgo mais representado por grupos amadores de teatro em Portugal.
Paralelamente à carreira de escritor, Romeu Correia foi atleta de competição em Atletismo e campeão nacional de Boxe amador.
Casou em Outubro de 1942 com Almerinda Correia, uma futura campeã nacional de Atletismo.
Recebeu, em 1962 e 1975, o prémio Casa da Imprensa (na altura conhecido como o prémio Óscar da Imprensa); em 1984, o Prémio de Teatro 25 de Abril, da Associação Portuguesa de Críticos de Teatro; e, pela peça O Vagabundo das Mãos de Oiro (1962), o Prémio da Crítica. Escreveu ainda, entre outras peças, Casaco de Fogo (1953), Bocage (1965), Grito no Outono (1980), Tempos Difíceis (1982), O Andarilho das Sete Partidas (1983) e A Palmatória (1995). No dia 4 de Novembro de 1958 a sua peça Céu da Minha Rua foi transmitida em directo pela RTP com Amália Rodrigues a estrear pela primeira vez como actriz na televisão.
A sua peça Tempos Difíceis (1982), originalmente intitulada Retaguarda, foi encenada por Joaquim Benite no início dos anos 80 e levada ao palco pela Companhia de Teatro de Almada. Fizeram parte do elenco nomes como Canto e Castro e Ema Paul.
Muitas das suas obras foram traduzidas em Chinês, Húngaro, Checo, Alemão, Russo e Braille.
A sua obra foi algumas vezes alvo de estudos catedráticos, tendo sido distinguida por algumas Universidades em todo o mundo (Universidade de Viena de Áustria por exemplo). Em 1996, na Universidade de Grenoble (França) foi concluída uma tese de Doutoramento sobre toda a sua obra.
A sua biografia pode ser encontrada nos mais completos dicionários de autores do Mundo como The International Authors and Writers Who's Who (Cambridge-Inglaterra); Who's who in the World (Chicago- Estados Unidos); Who's Who in Europe (Amesterdão - Holanda); ou Dictionary of International Biography (Cambridge - Inglaterra).