sábado, 30 de abril de 2016

Vai ser incrementado um Segundo Acordo Ortográfico!...



O sexo das palavras

A recente proposta do BE para se mudar o nome Cartão de Cidadão para Cartão de Cidadania veio mostrar que é urgente implementar um Segundo Acordo Ortográfico que acabe com o sexo das palavras e dos artigos que as precedem. O problema é complicado, pois Cidadania é do sexo feminino e os masculinistas protestariam certamente, mas dada a competência dos Malaquias que fizeram o Primeiro Acordo, o problema seria ultrapassado com duas penadas.

Os artigos “o” e “a” terão de ser os primeiros a serem banidos da ortografia e substituídos por um artigo unissexo. Para ajudar os Malaquias, proponho o artigo π (pi). Este artigo seria do agrado do BE pois não tem sexo, vem das terras do Tsiriza e é um número paradoxal (pequeno, da ordem de três unidades, mas extremamente comprido - 3.14159265358979323846264338327950288419716 939937510582097494459230781640628620899862857141595781119635833005940873068 12160 etc. … como o Orçamento de Estado, com receitas pequenas e despesas grandes).

Assim, nesta primeira fase acabavam-se os problemas no que se refere ao artigo. O senhor e a senhora Sá passariam ambos a ser simplesmente designados por π Sá. A Locas seria π Locas, o Lau seria π Lau e a Sinha π Sinha. O Nando ficaria π Nando.

No próximo artigo apresentarei uma proposta relativa à alteração do “o” e “a” finais para obter palavras unissexo.

Carlos Corrêa



Gondomar

***O número pi foi determinado pela razão entre o perímetro de um círculo e o seu diâmetro. Por se tratar de um valor constante, sempre igual, o pi passou a ser representado na matemática pelo símbolo π. Para exemplificar, iremos demonstrar em fórmula que a divisão entre o perímetro e o diâmetro de uma roda de carro e de uma moeda são exactamente o mesmo valor: π.