domingo, 5 de novembro de 2017

Quando eu for grande...



Um grupo de jovens encontra-se de férias. No entanto têm um texto com o titulo "quando eu for grande" para fazer, pois terá de ser entregue quando iniciarem a escola. Só que as brincadeiras, estão em primeiro lugar....

terça-feira, 24 de outubro de 2017

NÃO SEJA IMPACIENTE!...


Espectacular!...


63 anos separam estes dois vídeos.


...nem se conseguem notar as "diferenças"!!! Veja se consegue ???

Mónica Narrado, na Catedral da Sagrada Família !!!


UM BELO ESPECTÁCULO !!!


Concerto celebrado na Catedral da Sagrada Família, em Barcelona.

Interpretação de Mónica Narrando, da célebre prece “Amazing Grace”,
acompanhada pela Orquestra Sinfónica Jovem de Barcelona, da Banda de Gaitas  Xuntanza da Catalunha e da Polifonia de Puig-Reig.

A intervenção das gaitas de foles é surpreendente !

A mais perfeita campanha eleitoral!...


sábado, 30 de setembro de 2017

Fragada



Filmado em 2013 entre os Estevais e a Cardanha- Moncorvo

Qual Bomba mãe? Eis a mortífera arma de defesa!...

É para ver até ao fim.

Esta é de profissionais!...


Só visto!...


FAÇO MINHAS ESTAS PALAVRAS...

      FAÇO MINHAS ESTAS PALAVRAS...


Cantor Pedro Barroso confessa que não consegue ser “gay” mas que se sente bem assim
                                                              O cerco
Venho aqui pedir desculpa
de não ser evoluído,
apesar destas campanhas
na rádio, na televisão,
em toda a parte, insistindo
na urgência do assunto…
Eu não consigo gostar;
- não consigo mesmo, pronto.
Sei que pertence ser gay,
toda a gente deve ser.
Mas eu, lamentavelmente
não sou como toda a gente;
Como aconteceu... não sei,
peço desculpa por isso,
mas confesso: sou… diferente.
Sei que vos pode ofender
esta minha enfermidade,
pois um gajo que assim pensa
hoje em dia, não tem nexo;
deveria ser banido,
expulso da comunidade.
É uma vergonha indecente
Gostar de mulher, ter filhos
Casar, afagar, perder-se
Com pessoa doutro sexo!
Uma nojeira repelente;
Dar-lhe, até, beijos na boca
em público! E declarar
Esta sua preferência
Que eu nem sei classificar!
Tenho uma vergonha louca
E desejo penitência
por tal desconformidade,
retardamento, machismo,
doença, fatalidade!
Já tentei tudo: - inscrevi-me
em saunas, aulas de dança
cursos de perfumaria
origami, greco romana,
ioga - para ter ousadia
boxe - p’ra ganhar confiança...
Mas quando chega o momento
De optar… sou… decadente,
Recorrente e insistente.
Opróbrio raro e demente,
Ver uma mulher seduz-me,
Faz-me vibrar, deslumbro.
Vê-la falar, elegante;
Vê-la deslizar, sensual
Como vestal, deslumbrante
Seu peito assim, saltitante
Sua graça embriagante
olho com gosto, caramba,
lamento ser tão ...normal.
Mas eu confesso que sinto
- neste corpo tão cansado
Que da vida já viu tanto...
Ainda sinto um desejo
Que m’ envergonha bastante
Por ser já tão deslocado
tão antigo, assim tão fora
do mais moderno critério.
Valia mais estar calado
Mas amigos, já agora
Assumo completamente:
- Tenho esse problema sério.
Nunca integrarei partidos
Onde não sou desejado.
No planeta das tais cores
não tenho dia aprazado,
nem bandeira, nem veado,
nem “orgulho” especial!
Sou mesmo do “outro lado”
dito “heterossexual”
e já me chateia um bocado
Ter que dizer, embaçado,
que me atrai o feminino
e sou apenas “normal”!
- e, portanto, avariado.
Mas… mesmo assim, - saudosista,
imensamente atrasado,
terrivelmente cercado,
conservador nesse ponto,
foleiro, desajustado...
perdoai-me tal pecado
- Não me sinto ...assim tão mal!

Os verdadeiros amigos!


Cuide de si em cinco minutos por dia.