sexta-feira, 18 de setembro de 2015

Quem mente uma vez, mente sempre!...






      «O debate é todo sobre o programa do Partido Socialista. Não houve uma única pergunta sobre o programa da coligação. (...) Passos Coelho falou com a assertividade que usa desde sempre para mentir.»


Eis um exemplo do que Pacheco Pereira disse ao comentar o debate de hoje nas rádios. Passos Coelho afirmou que o Governo de Sócrates apenas prometeu tornar obrigatória a escolaridade de 12 anos, mas que foi o seu governo que a levou a cabo. O alegado primeiro-ministro omitiu:
    • Que a Lei n.º 85/2009, de 27 de Agosto, que estabelece a escolaridade obrigatória de 12 anos, foi aprovada na vigência do primeiro governo de José Sócrates;
    • Que esse diploma estipula a sua aplicação progressiva a partir do ano lectivo 2012/2013;
    • Que o PSD e o CDS se abstiveram na votação da proposta de lei que esteve na génese do diploma.

E ESTA HEIM!...