quarta-feira, 4 de novembro de 2015

A 04 de Novembro de 1847 - Morre o compositor alemão Felix Mendelssohn



Compositor, pianista, maestro e professor alemão, nasceu em 1809, em Hamburgo, na Alemanha, e morreu em 1847, em Leipzig. Foi uma das figuras mais importantes do início do período romântico. Mendelssohn foi um homem dotado: um bom pintor, um bom escritor e, com amplos conhecimentos literários, foi principalmente um grande compositor, um soberbo pianista e organista, um bom violinista e um maestro valoroso. Combinava o classicismo das suas composições com uma inclinação romântica, transmitindo à sua obra uma estilização muito própria. O seu perfeccionismo quanto à forma é perfeitamente notável no legado musical que deixou. Esta tendência levou a que o seu formalismo fosse, muitas vezes, confundido com superficialidade e ligeireza, o que o trouxe para um segundo plano da música clássica. Posteriormente, foi-lhe reservado o lugar merecido e a redescoberta do seu romantismo é uma realidade, patente na gravação e apresentação mais frequente das suas peças.
Começou a estudar Piano com a mãe e, mais tarde, com Ludwig Berger e com K. F. Zelter, altura em que se revelou um compositor bastante precoce. Durante a adolescência, escreveu várias composições, entre elas cinco óperas, 11 sinfonias para orquestra de cordas, concertos, sonatas e fugas. Depois, com apenas 17 anos, em 1826, compôs o acompanhamento musical para uma peça de Shakespeare, Sonho de Uma Noite de verão. Ainda hoje, esta é uma das suas obras mais reconhecidas e divulgadas e surpreende a maturidade de composição que o jovem Mendelssohn já revelava com esta idade. Nesse trabalho, os efeitos atmosféricos e as melodias líricas novas revelaram também a sua originalidade como compositor. Em 1829, deu-se, por inteira iniciativa de Mendelssohn, um acontecimento de grande relevo na vida musical da Alemanha e de todo o mundo: a primeira audição, depois da morte de Bach, de A Paixão Segundo S. Mateus, conduzida pelo compositor. A sua atividade como chefe de orquestra recebeu um grande impulso com essa iniciativa; algum tempo depois, foi nomeado diretor de todas as instituições musicais, públicas e privadas, da cidade de Düsseldorf.
Na sua música, Mendelssohn observou os modelos clássicos e os aspetos-chave do Romantismo. O seu movimento artístico exaltou os sentimentos e a imaginação, acima das formas rígidas e das tradições. Entre os seus trabalhos mais famosos encontram-se Overture to a Midsummer Night's Dream (1826), Italian Symphony(1833), Scottish Symphony (1843), Violin Concerto in E Minor-Major (1844), dois concertos para piano (1831, 1837), a oratória Elijah (1846) e várias peças de música de câmara.
O excesso de trabalho e o choque da repentina morte da irmã Fanny (também ela compositora), em maio de 47, resultou na sua própria morte, em novembro desse mesmo ano.