segunda-feira, 23 de novembro de 2015

A 23 de Novembro de 1962 - Nasce Carlinhos Brown



Carlinhos Brown, nome artístico de António Carlos Santos de Freitas, nasceu em Salvador/Brasil, 23 de novembro de 1962, é um cantor, percussionista, compositor, arranjador, produtor, artista plástico e agitador cultural brasileiro.
O seu nome artístico parece resultar de uma homenagem a James Brown e H. Rap Brown, líderes da música negra da década de 1970, ídolos do funk e da soul music.
Iniciou-se na música através de Osvaldo Alves da Silva, o Mestre Pintado do Bongô. Os seus primeiros instrumentos, que marcariam toda a sua carreira e estilo musical, foram os de percussão, com aprendizagem e desenvolvimento das células rítmicas provenientes dos terreiros do candomblé.
Em 1979, tocou na banda de rock “Mar Revolto”, na sua primeira gravação profissional.
Carlinhos tornou-se um dos instrumentistas mais requisitados da Bahia no início da década de 1980. Em 1984 tocou na banda Acordes Verdes, de Luiz Caldas. Foi um dos criadores do samba-reggae e, em 1989, fez parte da banda de Caetano Veloso no disco Estrangeiro. Nesta participação, a sua composição "Meia Lua Inteira" fez muito sucesso no Brasil e no exterior.
Ainda em 1985 a música "Visão de Cíclope", composição de Carlinhos Brown em parceria com Luiz Caldas e Jeferson, tornou-se um dos sucessos mais tocados nas estações de rádio de Salvador.
Em seguida, surgiram "Remexer", "O Coco" e "É Difícil", composições suas interpretadas por outros artistas, que lhe renderam o troféu Caymmi, um dos mais importantes da música baiana. Participou também de tournés mundiais com João Gilberto, Djavan e João Bosco.
Na década de 1990, projectou-se nacional e internacionalmente como lider do grupo “Timbalada”. Este grupo reuniu mais de cem percussionistas e cantores, chamados "timbaleiros", a maioria jovens pobres do bairro do Candeal, onde nasceu o compositor.
Actualmente, já não toca regularmente com esta banda, mas Brown continua a ser o mentor e produtor do grupo, em todos os catorze álbuns que a banda lançou até hoje.
Foi ainda o responsável por criar o tradicional "Arrastão da quarta-feira de cinzas" do carnaval de Salvador em 1990, na qual os artistas saem em trio elétrico sem cordas para os foliões aproveitarem o último dia de carnaval.
Em 1993, o álbum homónimo na banda foi indicado pela revista Billboard como "o melhor CD produzido na América Latina".
Após o sucesso da Timbalada, começou a sua carreira a solo oficial em 1996, com o lançamento do disco “Alfagamabetizado”. O álbum entrou para a lista do livro "1001 discos para ouvir antes de morrer", que reúne opiniões de noventa críticos reconhecidos internacionalmente.
Em 1998, lança o seu segundo álbum da carreira a solo intitulado “Omelete Man” produzido pela cantora e amiga Marisa Monte no qual a mesma faz um dueto com o cacique na musica "Busy Man", com destaque também para a musica "Faraó" que faz sucesso no carnaval de Salvador.
Com Marisa Monte e com Arnaldo Antunes, lançou em 2002 o projeto Tribalistas. O trabalho coletivo lançou CD e DVD, arrebatou prémios e alcançou a marca de mais de 1 000 000 de discos vendidos. O grupo foi responsável por alguns dos maiores sucessos até hoje, como "Já Sei Namorar" e "Velha Infância".
Em 2007 lançou o álbum A Gente Ainda Não Sonhou, o disco é totalmente produzido e quase todo tocado por Brown.
Em 2010, lançou o single "Earth Mother Water": um apelo pela preservação do planeta. O videoclipe da música foi dirigido por Gualter Pupo e Valter Kubrusly e faz parte de manifestações contra o consumo irresponsável dos recursos naturais.
Desde o lançamento de seu primeiro CD a solo, Brown contabiliza dez trabalhos, sendo os mais recentes lançados concomitantemente no final de 2010: Adobró e Diminuto; Mixturada Brasileira, em 2012; e Marabô, em 2014. Actualmente, o músico divide-se entre a carreira internacional, que tem uma base sólida, principalmente na Europa, os seus projetos sociais no bairro do Candeal Pequeno, em Salvador, além dos projetos culturais, shows, produção de discos e bandas musicais para espetáculos de dança, filmes, dentre outras produções.
Em 2012, passa a ser jurado do The Voice Brasil ao lado de Claudia Leitte, Daniel e Lulu Santos.
Carlinhos Brown em parceria com uma multinacional foi o responsável pelo lançamento do instrumento oficial da Taça das Confederações FIFA de 2013 e do Mundial FIFA de 2014 - a caxirola, tida como uma cópia em plástico do caxixi. Uma vez que a produção das caxirolas ficará na mão de empresas privadas, os artesãos que mantêm viva a cultura do caxixi não ganharão nada.
Entretanto, depois de um incidente num estádio que resultou em caxirolas jogadas ao campo, o objecto foi vetado das competições por questão de segurança.
Em dezembro de 2014, foi coroado rei da percussão da Portela, posto criado especialmente para ele pela escola de samba do Rio de Janeiro, pelo qual desfilou em 2015.
Em setembro de 2015, Brown voltou a tocar no palco do Rock in Rio, acompanhado do seu amigo Sérgio Mendes, numa recepção mais amistosa. A dupla cantou alguns sucessos de parceria.
Foi casado com Helena Buarque de Hollanda, filha de Chico Buarque e Marieta Severo e teve, com ela, quatro filhos: Francisco, Clara, Cecília e Leila. Ele também é pai de Miguel e Nina, fruto de outros relacionamentos.
Já em 1985, Carlinhos Brown tinha alcançado a marca de 26 músicas da sua autoria tocando simultaneamente nas rádios de Salvador. Essa performance previa a consagração como compositor que veio em 2008, quando Carlinhos Brown foi considerado, pelo ranking do ECAD, o segundo maior arrecadador de direitos autorais em shows do país, apenas atrás de Chico Buarque.
Extremamente ligado à cultura afro-brasileira e ao carnaval da Bahia, é dos grandes fornecedores de matéria-prima para os intérpretes dos trios elétricos. Diversas músicas suas foram campeãs do carnaval de Salvador, com destaque para "Dandalunda", com interpretação de Margareth Menezes, "Rapunzel", gravada por Daniela Mercury e "Cadê Dalila", interpretada por Ivete Sangalo.
Mas a obra de Brown encantou diversos outros artistas da música popular brasileira, que registaram nos seus álbuns canções compostas pelo baiano. Dentre eles, estão alguns nomes da mais fina flor da MPB, Maria Bethânia, Gal Costa, Caetano Veloso, Marisa Monte, Nando Reis, Cássia Eller, Herbert Vianna e mesmo a banda de heavy metal Sepultura são alguns dos que contam com composições de Brown nos seus trabalhos.
Em 2012, concorreu ao Oscar com a canção "Real in Rio", fruto de uma parceria com Sergio Mendes.
Carlinhos Brown foi responsável pela criação de vários grupos musicais além da Timbalada.
Carlinhos Brown teve uma infância pobre em recursos financeiros, no bairro do Candeal Pequeno, em Salvador. Mas a música sempre o aproximou das questões sociais. O músico criou vários projetos, programas e grupos musicais que modificam a vida de crianças e jovens carentes de Salvador.
Através das mãos de Brown, já foram formados mais de 5.000 percussionistas que hoje se destacam tocando pelo Brasil e pelo mundo.
Alguns em carreira solo, outros acompanhando grandes nomes da música mundial, como o grupo americano Stomp.
Pela sua trajetória de dedicação às questões sociais, Carlinhos Brown já recebeu diversos prémios.
Actualmente, Brown é um dos artistas brasileiros mais populares e respeitados em todo o mundo, com destaque especial na Europa: Espanha, França, Itália e Alemanha.