segunda-feira, 23 de novembro de 2015

A 23 de Novembro de 1962 - Nasceu Nicolás Maduro Moros



Nicolás Maduro Moros nasceu em Caracas/Venezuela a 23 de novembro de 1962, é um político, ex-lider sindical e diplomático venezuelano, é o actual presidente constitucional da República Bolivariana de Venezuela. Após ter sido eleito nas eleições de 14 de abril de 2013.
Militou no Movimiento Bolivariano Revolucionario 200 (MBR-200) sendo um destacado activista pela libertação de Hugo Chávez, quando este se encontrava preso pela participação na insurreição militar em 1992.
É fundador da Fuerza Bolivariana de Trabajadores (FBT), organização da qual foi Coordenador Nacional.
Integrou a Assembleia Constituinte entre agosto de 1999 e agosto de 2000.
Foi deputado desde 2000 e depois foi Presidente da Assembleia Nacional venezuelana desde 2005 até 2006.
Durante quase 7 anos (2006-2013) exerceu o cargo de Ministro das Relações Exteriores, no qual promoveu o impulso das relações internacionais da Venezuela, o seu ingresso na MERCOSUR assim como a fundação de importantes espaços regionais como a UNASUR e a CELAC.
A 10 de outubro de 2012, três dias depois das eleiçõe presidenciais de 6 de outubro, o presidente Hugo Chávez designou-o Vice-presidente em sustituição de Elías Jaua que assumiria a candidatura a gobernador do Estado de Miranda.
Após a morte de Hugo Chávez, a 5 de março de 2013, assumiu a presidência da nação bolivariana até que a 14 de abril de 2013 foi eleito Presidente da Venezuela em eleições presidenciais, tendo sido empossado e feito o juramento a 19 de abril desse ano.
Fez os seus estudos secundários no liceu José Ávalos. Durante os anos da sua adolescência pertenceu à banda de rock “Enigma” e militou na Liga Socialista. Muito jovem começou a trabalhar como conductor na companhia de transportes Metro de Caracas, na qual foi dirigente sindical. Foi fundador do Sindicato do Metro de Caracas (SITRAMECA).
Com as tarefas de Ministro das Relações ExterioresAssuntos assinou acordos bilaterais com a China, Rússia, Bielorrússia e Irão, criticou a política do governo dos Estados Unidos, sobre a qual na Cimeira das Américas em Cartagena disse:
"Obama ignora a realidade do nosso país (...) actua como um grande cinismo, uma grande perversão. Seguiu, lamentavelmente, depois de três anos no Governo, o cinismo e a perversão do seu antecessor, George W. Bush"
A 10 de outubro de 2012 Hugo Chávez nomeou-o Vice-presidente Executivo da Venezuela.
Coincidindo com os 203 anos do primeiro grito de Independência da Venezuela, Nicolás Maduro fez juramento como Presidente constitucional da República Bolivariana de Venezuela a 19 de abril de 2013 na sala de sessões da Assembleia Nacional, em Caracas, para o período 2013-2019.
A faixa presidencial foi-lhe colocada pela filha do lider da Revolução Bolivariana, María Gabriela Chávez juntamente com Diosdado Cabello, presidente da Assembleia Nacional.
No juramento disse:
"...por Deus, por Cristo, pelo povo, pela memória eterna do Comandante Supremo que cumprirei e farei cumprir esta Constituição em tudo o inerente ao cargo para construir uma Pátria de felicidade, independiente e socialista para todos e para todas"
Após a morte de Hugo Chávez também foi eleito como presidente do Partido Socialista Unido da Venezuela (PSUV), após o seu Congresso Nacional realizado entre os dias 26, 27 e 28 de julho de 2014.