quinta-feira, 10 de dezembro de 2015

Cavco Silva e os comboios!...



Em 1991/1992, a Linha do Tua sofria de negligência na sua manutenção e modernização, e a população era remetida para autocarros de substituição, com menores condições de segurança e conforto, autocarros esses que acabaram ao fim de 5 anos, deixando-os sem comboio nem autocarro. Deixando o tempo passar sem nenhuma decisão de vulto, a hipótese de reabertura foi brutalmente apagada na Noite do Roubo de 14 de Outubro de 1992, onde numa operação de 12 mil contos, a coberto da noite, de uma forte escolta policial, e de um apagão nas comunicações, a CP e o Governo de Cavaco Silva levaram os comboios de Bragança em camiões. Prometeu-se o desenvolvimento para o Nordeste através do IP4, o que nunca veio a acontecer.
Hoje em dia, qual é a diferença na gestão da Linha do Tua em relação às mentiras de 1991/1992?
Não deixemos tudo isto acontecer de novo. E não se esqueça: estamos em ano de eleições.