quinta-feira, 11 de fevereiro de 2016

A 11 de Fevereiro de 2012 - Morreu Whitney Elizabeth Houston



Whitney Elizabeth Houston nasceu em Newark/EUA a 9 de agosto de 1963 e morreu em Beverly Hills a 11 de fevereiro de 2012, com 48 anos, foi uma cantora norte-americana de R&B, pop, gospel, além de atriz e mod
Whitney Houston é a artista feminina mais premiada de todos os tempos, segundo o Guinness World Records e a sua lista de prémios incluem dois Emmy Awards, sete Grammy Awards, trinta e um Billboard Music Awards, 22 American Music Awards, num um total de 425 prémios conquistados na sua carreira até 2013.
Houston também foi uma das artistas mais bem sucedidas do mundo da música, tendo vendido mais de 200 milhões de cópias em todo o mundo.
Inspirada por vários cantores de soul de destaque na sua família, incluindo a mãe, Cissy Houston, as primas Dionne Warwick e Dee Dee Warwick, bem como sua madrinha, Aretha Franklin, Houston começou a cantar com o coral gospel júnior Igreja de Nova Jersey aos 11 anos de idade.
Depois de começar a actuar ao lado da sua mãe em casas noturnas na cidade de Nova York, foi descoberta por Clive Davis, empresário da Arista Records.
Houston lançou seis álbuns de estúdio e três álbuns de banda sonora, todos eles certificados com diamante, multiplatina, platina e ouro pela Recording Industry Association of America (RIAA).
O seu álbum de estreia auto-intitulado, lançado em 1985, tornou-se o álbum de estreia mais vendido por uma artista feminina, com 25 milhões de cópias vendidas.
O seu segundo álbum, Whitney (1987), tornou-se o primeiro álbum de uma artista feminina a estrear em primeiro lugar na Billboard 200.
Whitney alcançou grandes sucessos nas paradas de música popular, bem como sua proeminência na MTV, começando com seu vídeo de How Will I Know, permitiu várias artistas femininas afro-americanas seguirem seu sucesso.
O primeiro papel de Houston no cinema foi no filme O Guarda-Costas (1992), no qual fez um enorme sucesso como protagonista.
A banda sonora original do filme ganhou o Grammy 1994 de Álbum do Ano.
O seu primeiro single, I Will Always Love You, tornou-se o mais vendido por uma artista feminina na história da música.
O álbum é o único de uma artista feminina entre os cinco mais vendidos de todos os tempos, ocupando o quarto lugar.
Houston continuou como estrela de filmes e contribuiu com a banda sonora dos mesmos, inclusive com os filmes Waiting to Exhale (1995) e The Preacher's Wife (1996).
Três anos após o lançamento de seu quarto álbum, My Love Is Your Love (1998), Whitney renovou o seu contrato com a gravadora Arista Records.
Ela lançou seu quinto álbum de estúdio, Just Whitney, em 2002 e o álbum de Natal com o título One Wish: The Holiday Album em 2003.
No meio da ampla cobertura da mídia de sua turbulência pessoal e profissional, Houston terminou o seu casamento de 14 anos com o cantor Bobby Brown, em 2006.
Em 2009, Houston lançou o seu sétimo e último álbum de estúdio, I Look to You.
Whitney foi reconhecida internacionalmente como uma das maiores artistas de todos os tempos, devido ao seu talento, legado e, principalmente, à sua voz marcante e lendária.
Graças a esse talento vocal marcante, Whitney foi frequentemente chamada de The Voice (A Voz).
Whitney é frequentemente comparada a grandes artistas do passado, como Frank Sinatra, Aretha Franklin e Elvis Presley e também está entre os 500 Maiores artistas de todos os tempos da Revista Rolling Stone.
Whitney faleceu em 11 de fevereiro de 2012.
O laudo do Instituto de Criminalística de Los Angeles disse que a morte de Whitney Houston foi acidental. A cantora afogou-se na banheira, mas, segundo os peritos, outros dois fatores contribuíram para a sua morte: uma doença nas artérias do coração e traços de cocaína que foram encontrados durante a autópsia.
Em 9 de fevereiro de 2012 Whitney visitou as cantoras Brandy e Monica, juntamente com Clive Davis, nos seus ensaios para a festa anual do pré-Grammy no Beverly Hilton Hotel, em Beverly Hills.
No mesmo dia, Whitney fez sua última apresentação pública, juntamente com Kelly Price, numa casa noturna em Hollywood, Califórnia em uma performance da canção Jesus Loves Me.
Em 11 de fevereiro de 2012, Whitney foi encontrada morta no hotel Beverly Hilton. Os paramédicos tentaram reanimá-la, mas sem sucesso.
Foi declarada morta em torno das 15h55min UTC−8, hora local de Los Angeles. O Departamento de Medicina Legal de Los Angeles anunciou em 22 de março de 2012 que a causa oficial da morte da artista norte-americana é afogamento acidental, apesar de revelar que existiam indícios de doença cardíaca e vestígios de cocaína, que teriam contribuído para o óbito.
Whitney teve seu memorial realizado em 18 de fevereiro de 2012, na New Hope Baptist Church, em Newark, Nova Jersey, cidade natal da cantora.
Inicialmente, o memorial foi programado para duas horas, mas durou quatro horas.
Entre aqueles que homenagearam Whitney no funeral estavam Stevie Wonder, que cantou uma versão reescrita de Ribbon in the Sky e Love’s in Need of Love Today, CeCe Winans com Don’t Cry for Me e Jesus Loves Me, Alicia Keys com Send Me an Angel, Kim Burrell com uma versão reescrita de A Change Is Gonna Come e R. Kelly com I Look to You, intercalada com hinos do coral da igreja e depoimentos de Clive Davis, produtor de Whitney; Kevin Costner; Ricky Minor, seu diretor musical; sua prima Dionne Warwick e Ray Watson; seu guarda-costas durante os últimos onze anos.
Whitney foi enterrada no domingo, 19 de fevereiro, no cemitério Fairview, no Westfield, Nova Jersey, ao lado do seu pai, John Russell Houston, que morreu em 2003.