domingo, 22 de novembro de 2015

A riqueza da língua portuguesa!...



Um português não tem um problema, na realidade ele está “feito ao bife”.

Um português não lhe diz para deixá-lo em paz, diz-lhe “vai chatear o Camões”.

Um português não lhe diz que é sexy, diz-lhe “é boa como o milho”.

Um português não repete o que diz, ele “vira o disco e toca o mesmo”.

Um português nunca se chateia, apenas “fica com os azeites”.

Um português não tem muita experiência, ele tem “muitos anos a virar frangos”.

Um português não se livra de problemas, ele “sacode a água do capote”.

Um português não está numa situação desesperante, ele está com “água pela barba”.

Um português não se irrita, ele “vai aos arames”.

Um português que muda de ideias facilmente é um “troca-tintas”.

Um português não é descarado, ele “tem lata”.

Um português não se recusa a dar informação, ele “fecha-se em copas”.

Um português não morre, ele “estica o pernil”.

Um português não se faz de surdo, ele “faz orelhas moucas”.
Um português não diz que está tudo suspenso por tempo indeterminado, ele diz que “ficou tudo em águas de bacalhau”.

Um português não diz “É indiferente para mim”, ele diz “Não me aquece nem me arrefece”.

Um português não passou por situações difíceis, ele “passou as passas do Algarve”.