sexta-feira, 11 de dezembro de 2015

A 11 de Dezembro de 1945 - Nasceu Manuel Gusmão, professor catedrático, ensaísta e crítico, poeta e tradutor de poesia, membro do Comité Central do PCP!





Nasceu em Évora a 11 de dezembro de 1945, é professor catedrático (aposentado desde 2006), ensaísta e crítico, poeta e tradutor de poesia. É membro do Comité Central do PCP.
Licenciou-se em Filologia Românica com uma dissertação sobre os poemas dramáticos de Fernando Pessoa e doutorou-se com uma tese sobre a poesia e a poética de Francis Ponge.
Enquanto universitário trabalhou nas Literaturas portuguesa e francesa, em Literatura Comparada (estudos interartes) e Teoria Literária.
Foi redactor das revistas Letras e Artes e O Tempo e o Modo e colaborador permanente do jornal Crítica.
Foi fundador das revistas Ariane (do Grupo Universitário de Estudos de Literatura Francesa) e Dedalus (da Associação Portuguesa de Literatura Comparada).
Actualmente, é coordenador da revista Vértice (desde 1988).
Publicou regularmente crítica literária no suplemento Ípsilon do jornal Público, durante 2007 Publicou ensaios ou prefaciou obras de Fernando Pessoa, Gastão Cruz, Carlos de Oliveira, Herberto Helder, Sophia de Mello Breyner Andresen, Luiza Neto Jorge, Ruy Belo, Armando Silva Carvalho e Fernando Assis Pacheco; Almeida Faria, Maria Velho da Costa, Nuno Bragança, Maria Gabriela Llansol, Luís de Sousa Costa e José Saramago.
Foi deputado pelo PCP à Assembleia Constituinte. E durante uma parte da 1ª legislatura da Assembleia a República.
É membro do Comité Central do PCP e foi mandatário da candidatura da CDU ao Parlamento Europeu em 2004.
POESIA
Dois Sóis A Rosa/ a arquitectura do mundo, Editorial Caminho, 1990; 2ª ed. 2005
Mapas/ O Assombro A Sombra, Editorial Caminho, 1996; 2ªed. 2000
Teatros do tempo, Ed. Caminho, 2001, 3ª ed. 2002
Os Dias Levantados ( libreto para a ópera homónima de António Pinho Vargas, Teatro Nacional de São Carlos, 1998), ed. Revista e ampliada, Editorial Caminho, 2002
migrações do fogo, Editorial Caminho, 2004, 2ª ed. 2004
A Terceira Mão, Editorial Caminho, 2008 (Prémio Pen Clube Português, Poesia, 2009; Grande Prémio de Literatura, DST, 2009)
TRADUÇÃO DE POESIA
Calderón de la Barca, A vida é Sonho, Editorial Estampa/ Seara Nova, 1973
Francis Ponge, Alguns poemas, Cotovia, 1996
SOBRE POESIA e LITERATURA
A Poesia de Carlos de Oliveira, Seara Nova/Comunicação, 1981; O Poema Impossível: O “Fausto” de Pessoa, Editorial Caminho, 1986; A Poesia de Alberto Caeiro, Comunicação, 1986; Poemas de Ricardo Reis, Comunicação, 1991 .
Finisterra. O Trabalho do Fim: recitar a Origem, Angelus Novus, 2009
Tatuagem & Palimpsesto. Da poesia em alguns poetas e poemas, Assírio & Alvim, 2010
Uma Razão Dialógica. Ensaios sobre literatura, a sua experiência do humano e a sua teoria. Edições Avante!, 2011.